ASSISTA

A Ilha do Farol - Mostra Sesc de Cinema

Direção de Igor Angelkorte e Victor Seixas Duração: 62 min. Classificação indicativa: Livre 2023

Em “A Ilha do Farol”, um jovem ator e palhaço enfrenta a perda progressiva de movimentos causada pela Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA) enquanto se prepara para fazer um solo performativo no teatro.

Igor Angelkorte é diretor, roteirista e ator. Formado pela CAL e cofundador da Probástica Cia de Teatro, dirigiu e escreveu as peça Desconhecidos, e dirigiu e criou o argumento dramatúrgico de Elefante. No cinema trabalhou como ator em Mormaço, dir. de Marina Meliande; Todo Amor, dir. Marcos Bernstein; dirigiu a websérie Ferrugem; e co-dirigiu o longa Planta Baixa – filme em finalização. Na televisão foi ator em oito produções, entre elas a série Justiça, dir. José Villamarim e a novela O Outro Lado do Paraíso, dir. Mauro Mendonça Filho. No teatro atuou em Os Sonhadores, dir. de Vinicius Arneiro, entre mais de dez outras peças, no Rio de Janeiro, e também circulando pelo Brasil. Dirigiu e roteirizou junto com Paula Vilela e Julia Ariani o longa Fernando, ganhador do Prêmio do Público, e uma Menção Honrosa do Júri no Festival Olhar de Cinema de Curitiba 2017. Fundou em 2018, junto com a cineasta Sofia Maria, a produtora de audiovisual Canal Aberta, onde viajou o Brasil realizando documentários até o fim de 2019. Atualmente trabalha na pós-produção dos longas: “Chuva de Ferro”, ficção filmada no Maranhão em 2019, partilhando direção e roteiro com Sofia Maria; e o documentário íntimo e experimental “Cuba e Eu”, realizado ao longo de um mês de filmagens por Cuba, assinando como diretor e roteirista.

Victor Seixas é ator, cantor, compositor, diretor e palhaço. Interessado em música, teatro e cinema – transita com fluidez pela interdisciplinaridade nas artes. Formado pela Escola de Teatro Martins Pena e bacharel em Direção Teatral pela Unirio. Em 2021 lançou seu primeiro disco GESTO BRUTO com composições autorais, parcerias e leituras de canções inéditas. No cinema, atuou no longa “Males Sem Terra”, de João Arthur Soares, premiado como melhor longa-metragem no Festival Internacional de Cinema do Caeté, e dirigiu junto a Igor Angelkorte o documentário “A Ilha do Farol”.

FacebookTwitterLinkedInWhatsApp

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress